• jornalismo42

Volta às aulas em Minas tem protocolos contra a covid atualizados

A maior parte dos estudantes já está de volta às salas de aula em todo o estado e seguindo novos protocolos no enfrentamento à covid-19.

De acordo com a subsecretária de estado de Desenvolvimento de Educação Básica, Izabella Cavalcante, houve uma atualização nos protocolos sanitários contra a Covid-19. "Nós tivemos uma atualização dos protocolos que já seguíamos no ano passado". Ela ainda orientou sobre o que deve ser seguido.

  • Uso de máscara;

  • Etiqueta respiratória;

  • Cuidado de não tocar em outros estudantes;

  • Não compartilhar materiais.

Izabella disse ainda que a suspensão das aulas somente ocorrerá se houver a comprovação de que 30% dos estudantes de uma mesma turma estiverem infectados com Covid-19.

Com relação a desafios, a subsecretária explicou que haverá resgate do vínculo entre escola e alunos, acolhimento e ações de intervenção pedagógica para suprir deficiências.

Para finalizar, Izabella falou que as escolas já estavam preparadas para receber os alunos desde o fim do ano passado, que elas sabem o que cada um deles precisa e, caso haja dificuldades, haverá acolhimento para saná-las e depois de uma avaliação acontecerá intervenções individualmente.

Os estudantes da rede estadual de Minas Gerais voltaram às aulas presenciais nessa segunda-feira (7). De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (SEE), a participação dos alunos nas atividades presenciais é obrigatória.

Os professores e a equipe pedagógica das instituições retornaram às atividades na última semana para organização e planejamento das atividades administrativas e pedagógicas.

Conforme o estado, todas as orientações dos protocolos de biossegurança e sanitário-epidemiológicos serão seguidas rigorosamente. Não é necessária a apresentação de cartão de vacinação.

"Os alunos que apresentarem resultado positivo em teste para diagnóstico de Covid-19 ou que tiverem sintomas característicos de síndromes respiratórias ou, ainda, que tiverem contato próximo com pessoa que testou positivo não devem ir à escola. A medida correta a se tomar é não comparecer ao ambiente escolar, devendo procurar atendimento médico e comunicar a unidade de ensino", informou a Secretaria de Educação. Caso forem constatados nas turmas mais de 30% dos estudantes testados positivos para Covid-19, os alunos pertencentes à turma ficarão afastados do ambiente escolar por cinco dias corridos contados do último resultado. A mesma regra se aplica aos professores exclusivos da turma afastada.




0 comentário