top of page
  • jornalismo42

Ouro Preto oficializa cancelamento do Carnaval 2022 e proíbe eventos e festas em ruas e repúblicas

A Prefeitura de Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, publicou um decreto que oficializa o cancelamento do Carnaval 2022. O município proibiu a realização de qualquer tipo de evento durante a folia, público ou privado, em espaços abertos ou fechados.

Bailes, desfiles de blocos e agremiações, carnavais de rua, festas em repúblicas, festas em sítios e eventos privados de qualquer espécie serão impedidos na cidade, dona de um dos carnavais mais tradicionais do Brasil. Restaurantes e bares poderão funcionar, desde que cumpram os protocolos sanitários.

Ouro Preto já tinha anunciado que não promoveria o carnaval no próximo ano, assim como Diamantina e Tiradentes, que integram a Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais.

Segundo o decreto, os órgãos de fiscalização do município vão realizar diligências em locais que costumam registrar aglomeração, como bares e repúblicas, durante o carnaval. O descumprimento do decreto poderá ser informado às Polícias Militar e Civil e ao Ministério Público.

Para a adoção da medida, a prefeitura adotou, entre outros pontos, o fato de a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 ainda não ter chegado a "uma parcela significativa da população", a piora da pandemia em países da Europa e a inviabilidade de exigência de vacinação ou teste de todos os participantes de eventos públicos.

"Nós não teremos carnaval. É claro que a cidade e o município estarão abertos para as outras atividades, o fluxo turístico continuará normal, como no Natal e no Ano Novo, dentro das recomendações dos protocolos da saúde pública, mas o carnaval fica para o meio do ano ou para 2023", afirmou o prefeito Angelo Oswaldo (PV). O município também considerou que "importantes capitais brasileiras com fortes tradições carnavalescas já cancelaram o carnaval".




0 comentário
bottom of page