• jornalismo42

Belo Horizonte convoca idosos de 75 a 79 anos para a 4ª dose contra a covid

A Prefeitura de Belo Horizonte vem ampliando o público-alvo da vacinação contra a Covid-19 conforme chegam novas doses. Veja quem pode ser vacinado atualmente:

  • Dia 6/4 (quarta-feira): Segunda dose para crianças de 5 anos, sem comorbidades, nascidas de fevereiro a julho de 2016. E repescagem para grupos prioritários e faixas etárias já convocadas, inclusive público infantil, seja para aplicação de primeira dose, segunda dose, reforço e adicional. Idosos com 75 a 79 anos poderão receber a quarta dose.

  • Dias 7/4 (quinta-feira): Idosos com 75 a 79 anos poderão receber a quarta dose. E repescagem para grupos prioritários e faixas etárias já convocadas, inclusive público infantil, seja para aplicação de primeira dose, segunda dose, reforço e adicional.

  • 8/4 (sexta-feira): Repescagem para todos os grupos já convocados.

Quem já foi liberado para receber a 1ª dose

  • Crianças com comorbidades, deficiência permanente, indígenas ou quilombolas de 11 a 5 anos, além de acamadas ou com mobilidade reduzida

  • Crianças sem comorbidades de 5 a 11 anos na data da vacinação

  • Pessoas com 12 a 59 anos, sem comorbidades, moradoras de BH.

  • Adolescentes de 17 a 12 anos, completos até 8 de setembro, com comorbidades, deficiência permanente, gestantes, puérperas e lactantes

  • Trabalhadores da educação infantil e ensinos fundamental, médio e superior

  • Motoristas e cobradores; trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário

  • Os caminhoneiros que se cadastraram até o dia 7 no site da prefeitura.

  • Pessoas com deficiência que não estão cadastradas no programa Benefício de Prestação Continuada, mas que fizeram cadastro na Prefeitura para receber a primeira dose

  • Trabalhadores de transporte aéreo, que comprovem a situação de empregados em companhias aéreas nacionais

  • Todos os idosos a partir de 60 anos. Veja mais detalhes

  • Pessoas em situação de rua, acima de 18 anos

  • Pessoas privadas de liberdades, acima de 18 anos, no Complexo Penitenciário Estêvão Pinto

  • Pessoas com Síndrome de Down com idade entre 18 e 59 anos completos até 31 de maio

  • Gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) com comorbidades a partir de 18 anos completos até 31 de maio

  • Grávidas em todas as fases da gestação e puérperas sem comorbidade

  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) de 18 a 59 anos completos até 31 de maio

  • Pessoas com comorbidades de 18 a 59 anos de idade completos até 31 de maio

  • Pessoas com deficiência permanente beneficiárias do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 18 anos ou mais completos até 31 de maio

  • Trabalhadores de saúde, com idade acima de 18 anos.

Quem já foi liberado para receber a 2ª dose

  • Adultos com comorbidade

  • Adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, deficiência permanente, gestantes, puérperas e lactantes

  • Crianças de 6, 7, 8, 9, 10 e 11 anos

  • Adultas gestantes e puérperas sem comorbidades

  • Caminhoneiros

  • Pessoas com deficiência permanente e Síndrome de Down

  • Pessoas de 38 anos, vacinadas com a CoronaVac, em que o intervalo entre a aplicação das doses é de 14 a 28 dias

  • Moradores da cidade com 12 a 40 anos e de 42 a 49 e 51 a 59 anos (pessoas de 41 e 50 anos tomaram Janssen, que tem dose única)

  • Os idosos de 60 a 63 anos, com AstraZeneca

  • Todos os idosos a partir de 64 anos, com Coronavac

  • Trabalhadores do transporte coletivo e rodoviário de passageiros (motoristas e cobradores), trabalhadores de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário

  • Trabalhadores da saúde de 18 a 49 anos

  • Trabalhadores da saúde de 50 anos ou mais, com Astrazeneca

  • Trabalhadores da educação infantil, seguindo uma escala

  • Trabalhadores do ensino fundamental de 59 a 18 anos

  • Trabalhadores do ensino médio, profissionalizante e EJA de 59 a 18 anos

  • Trabalhadores do ensino superior de 59 a 18 anos

  • Idosos de 80 a 85 anos, com a AstraZeneca, a partir de 29 de maio

  • Idosos a partir de 89 anos, com a AstraZeneca

Quem já foi liberado para receber a dose de reforço

  • A partir de quarta-feira, dia 19 de janeiro, se uma pessoa, independentemente da idade, já completou o prazo de 4 meses depois da segunda dose, ela pode procurar um dos pontos de vacinação para tomar o reforço. Qualquer pessoa.

  • Adolescentes de 12 a 17 anos com alto grau de imunossupressão, cuja segunda dose tenha sido há pelo menos 2 meses.

  • A quarta dose (ou segunda dose de reforço) já foi liberada para: pessoas acima de 18 anos com alto grau de imunossupressão, cuja dose adicional tenha sido há pelo menos 4 meses.

O que fazer se você está em um dos grupos acima O horário de funcionamento dos locais de vacinação, de segunda a sexta, é das 8h às 17h nos pontos fixos e das 8h às 16h30 nos pontos de drive-thru. CLIQUE AQUI para ver os endereços de vacinação de cada grupo.

Os endereços de vacinação são alterados com frequência no site da prefeitura. Por isso, é importante conferir o endereço no mesmo dia da vacinação, antes de sair de casa. É preciso estar de máscara, respeitar o distanciamento e só levar um acompanhante. Além disso, as pessoas devem:

  • Ser cidadão residente de Belo Horizonte;

  • Apresentar documento de identificação com foto;

  • Não ter recebido vacina contra a Covid-19;

  • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.

  • Para quem for receber a segunda dose é necessário levar o cartão de vacina com a primeira dose, documento de identidade e CPF. A prefeitura vacina no máximo até uma semana antes da data que consta no cartão de vacinação.

Quem já foi vacinado logo no início da campanha

  • Equipe volante responsável pela vacinação;

  • Profissionais de saúde dos 49 hospitais (públicos, filantrópicos, privados) da cidade; das 9 Unidades de Pronto Atendimento e do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu); dos 152 centros de saúde do município; de centros de especialidades médicas; de atenção secundária do SUS; de laboratórios; de serviços de atenção domiciliar; de serviços de hemodiálise; de hospital-dia; de clínicas oncológicas.

  • Moradores e profissionais (cuidadores, equipe de enfermagem, auxiliar de serviços gerais e quem realiza a manipulação dos alimentos) que atuam em todas as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs)

  • Trabalhadores lotados nos 16 Cersams, Centros de Referência em Saúde Mental (Adulto, Álcool e outras drogas e infantil)

  • Moradores (idosos) e profissionais (cuidadores, equipe de enfermagem, auxiliar de serviços gerais e quem realiza a manipulação dos alimentos) dos Serviços de Residência Terapêutica (SRT)

  • Moradores acima de 18 anos e profissionais (cuidadores, equipe de enfermagem, auxiliar de serviços gerais e quem realiza a manipulação dos alimentos) das Residências Inclusivas (para pessoas com deficiência institucionalizadas)

As vacinas já foram distribuídas pela prefeitura às unidades de saúde, e os gestores de cada unidade entram em contato com os profissionais para fazerem a vacinação. A responsabilidade da aplicação do imunizante é de cada instituição. Os trabalhadores de Centros de Saúde são imunizados nas próprias unidades de atuação. A vacinação nas ILPIs, CERSAMs, SRTs e Residências Inclusivas é realizada por equipes volantes, com profissionais contratados e treinados pela Prefeitura de Belo Horizonte, nas próprias unidades.

--:--/--:--

0 comentário